Apresentação

O Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento da Universidade Federal de Viçosa em 2016 completará 40 anos de sucesso na formação de docentes e pesquisadores. O programa de mestrado teve início em agosto de 1976. O programa de doutorado começou em março de 1979. Atualmente o curso possui 113, sendo 32 de mestrado e 81 de doutorado, que são fortemente estimulados a fazerem o doutorado sanduiche no exterior.  Até outubro de 2015 foram defendidas 397 dissertações de mestrado e 316 teses de doutorado. O Programa é administrado pelos departamentos de Biologia Geral, Fitotecnia e Zootecnia, e conta com a participação de professores orientadores pertencentes aos departamentos de Biologia Animal, Biologia Geral, Biologia Vegetal, Bioquímica e Biologia Molecular, Engenharia Florestal, Estatística, Fitopatologia, Fitotecnia, Microbiologia e Zootecnia. O caráter interdepartamental é um dos pontos fortes do programa, por integrar linhas de pesquisa realizadas por docentes de diferentes departamentos. O objetivo tem sido a formação de recursos humanos de alto nível, capacitados a atuar em atividades de ensino, pesquisa e desenvolvimento tecnológico, no Brasil e no exterior. Isso tem sido alcançado combinando corpo docente qualificado, linhas de pesquisa relevantes e atuais, grade curricular ampla e atual, disponibilidade de recursos financeiros, estrutura física e de equipamentos adequada, recursos humanos de apoio com qualificação profissional, e discentes bem formados e com aptidão para pesquisa.

 

Os professores orientadores destacam-se pela produção científica intelectual regular, de qualidade e com forte inserção internacional. Em conseqüência, 81% dos orientadores do programa são bolsistas de produtividade em pesquisa do CNPq. O JCR 2008 médio no triênio 2007-2009 é maior que 1,2. O Fator H médio dos orientadores do programa é 5, mas deve-se destacar que cerca de 36% dos orientadores têm Fator H variando de 7 a 14. Destacam-se ainda a elaboração de livros utilizados em muitos Programas de Pós-Graduação no país, nas áreas de Melhoramento Vegetal, Métodos em Genética Quantitativa e Estatística Genômica, e o desenvolvimento de softwares. Os programas GENES e SAEG, para análises de dados em Genética e Melhoramento, são empregados por inúmeras instituições do país e do exterior. As mais importantes e atuais linhas de pesquisa na área de Genética e Melhoramento são contempladas pelas atividades de pesquisa e ensino dos docentes, destacando-se Estatística Genômica, Genômica Funcional, Bioinformática, Diversidade Genética, Filogenia Molecular, Genética Quantitativa, BLUP no Melhoramento Genético, Citometria de Fluxo e Imagem, Cultura de Tecidos, entre outras. As pesquisas, básicas e aplicadas contribuem para o desenvolvimento de métodos e processos tecnológicos, nas diversas áreas afins. Os vários programas de melhoramento genético vegetal produzem novos cultivares, incluindo soja, cana-de-açúcar, feijão, milho, café, trigo, hortaliças e fruteiras. Quanto ao desenvolvimento de cultivares, recentemente a UFV foi homenageada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, como a universidade com o maior número de cultivares protegidos. São 13 cultivares de soja, dois de cana-de-açúcar, três de milho, um de trigo, cinco de café, desenvolvidos em parceria com a Epamig, e um de feijão, desenvolvido em parceria com a Embrapa, a Epamig e a UFLA. O RB867515 foi o cultivar de cana-de-açúcar mais plantado no mundo em safras recentes, com plantio estimado de 10% da área total. A contribuição dos órgãos financiadores, especialmente da FINEP, da CAPES, do CNPq e da FAPEMIG, tem sido relevante e imprescindível, viabilizando os projetos e permitindo a manutenção e a modernização da infra-estrutura de pesquisa. A participação no programa PROEX da CAPES tem permitido manter um número relevante de discentes, cerca de 40 no mestrado e 80 no doutorado. A maioria dos laboratórios de pesquisa estão localizados no Instituto de Biotecnologia Aplicada à Agropecuária/BIOAGRO. Destacam-se também os Laboratórios de Biotecnologia Animal/LABTEC e de Citogenética. No Laboratório de Bioinformática, localizado no BIOAGRO, estão disponíveis para análises de dados experimentais os renomados softwares MatLab (com os toolboxes Statistics, Bioinformatics e Neural Network), GenStat, ASReml, JoinMap e MapQTL. O SAS é oferecido em rede pela UFV. Graças a recursos da FAPEMIG o Programa conta atualmente com uma Biblioteca Setorial, a qual oferece cerca de 100 títulos. Empregando recursos do Edital Pró-Equipamentos/Capes 2009, a Coordenação do Programa está adquirindo um analisador de SNP (‘Single Nucleotide Polymorphism’). O equipamento é o BeadXpress da Empresa Illumina. Com esse instrumento as pesquisas em Biologia Molecular se equipararão às mais atuais e relevantes do mundo. A curto prazo ultrapassaremos a fase de mapeamento de marcas moleculares e análise de QTL, entrando na fase de identificação de genes candidatos e de seleção genômica ampla, como nos mais avançados centros de pesquisa em Genética e Melhoramento. Os campos experimentais estão distribuídos na UFV, em quatro estações experimentais e em sete fazendas. Em todos os laboratórios e campos experimentais há disponibilidade de pessoal de apoio. Por fim, destacam-se os discentes. Os de iniciação científica e os de pós-graduação têm excelente desempenho acadêmico, relevante contribuição na elaboração e/ou execução dos projetos de pesquisa, o que estimula a integração entre graduandos e pós-graduandos, e destacada participação nos mais importantes eventos científicos anuais da área.

 

Desde sua criação, o programa tem recebido estudantes dos diversos estados, e estrangeiros, bem como profissionais oriundos de instituições públicas e privadas de ensino e/ou pesquisa. Os estudantes estrangeiros são bolsistas dos Programas TWAS – Convênio CNPq/Academia de Ciências para os Países em Desenvolvimento e PEC-PG – Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação. O Programa também recebe regularmente profissionais para estágio pós-doutoral. Anualmente um a dois estudantes realizam parte de seu doutorado no exterior, principalmente em universidades americanas. Por estar em permanente evolução, o programa sempre teve ótima avaliação pela CAPES, obtendo em todas as avaliações o conceito de excelência, ou seja, conceito A de 1976 a 1997, nota 7 nos triênios 1998-2000 e 2001-2003, e nota 6 no triênio 2004-2006. Os profissionais titulados pelo programa têm participado de equipes de pesquisa e como docentes em diversas instituições nacionais e internacionais, e ocupado posições de relevância em diversas empresas. A atuação dos docentes em cooperação com empresas privadas de produção de sementes, de madeira e celulose, e de melhoramento animal, entre outras, como membros de comissão editorial e revisores de renomadas revistas nacionais e internacionais, como assessores da FINEP, do CNPq, da CAPES e das Fundações Estaduais de Apoio à Pesquisa, e como extensionistas no mais importante evento anual de extensão da UFV, denominado Semana do Fazendeiro, são os destaques das atividades de extensão. Regularmente os orientadores do programa participam de projetos de cooperação acadêmica (PROCAD/Capes e Casadinho/CNPq). Desde 2004, objetivando atualização de conhecimentos e integração de docentes e discentes do programa com outros profissionais da área, a Comissão Coordenadora, com a participação do Grupo de Estudos GenMelhor, oferece palestras, mesas-redondas e mini-cursos no evento anual Encontro Temático em Genética e Melhoramento.

Administração

Coordenador

Prof. Leonardo Lopes Bhering (Departamento de Biologia Geral)

Membros Docentes

Prof. Aluízio Borém (Departamento de Fitotecnia)

Prof. Cosme Damião Cruz (Departamento de Biologia Geral)

Prof. Luiz Antonio dos Santos Dias (Departamento de Fitotecnia)

Membro Discente

Paulo Eduardo Teodoro

Rodrigo Silva Alves (Suplente)

Apoio Técnico – Administrativo

Marco Túlio Cardoso

Odilon Soares Junior

Coordenação Didático-Científica

A coordenação didático-científica é exercida por uma comissão coordenadora constituída por um professor representante de cada um dos departamentos envolvidos e por um representante dos estudantes do Programa; o coordenador é um dos membros da Comissão, obedecendo a um rodízio de quatro anos entre os departamentos envolvidos na sua administração.

Linhas de Pesquisa

Genética Vegetal: Pesquisas básicas e aplicadas em citogenética, biotecnologia e engenharia genética, incluindo estudos sobre localização, regulação, expressão e seqüenciamento de genes, caracterização cromossômica, quantificação de DNA, variabilidade a nível de genes e proteínas, diversidade genética, sistemática, evolução, regeneração e transformação de plantas, e interação entre genes de hospedeiro e patógeno, em relação a importantes espécies vegetais.

Genética Quantitativa: Pesquisas sobre as importâncias relativas de genes e ambiente na variabilidade fenotípica de características de variação contínua, visando à melhoria da eficiência dos processos seletivos. Seus fundamentos são importantes para as pesquisas teóricas e aplicadas com Estatística Genômica, entre outras importantes áreas da Genética e do Melhoramento Genético.

Melhoramento Vegetal: Pesquisas voltadas para a aplicação de métodos de melhoramento genético, para o desenvolvimento de novas estratégias de melhoramento genético, e para a descoberta e uso de genes de importância econômica, visando à obtenção de cultivares e híbridos. Os objetivos são alcançados integrando Genética Quantitativa, Genética Molecular e Estatística.

Genética Molecular: Pesquisas sobre estrutura e função de genes e proteínas, empregando equipamentos e métodos da Biologia Molecular. As técnicas empregadas mais conhecidas são isolamento de DNA e RNA, cultura de células e tecidos, amplificação ou hibridização de DNA, seqüenciamento de DNA, clonagem de DNA, hibridização ‘in situ’ e hibridização de células somáticas.

BUSCA NO SITE

Endereço

Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Edifício Arthur Bernardes, Subsolo, Sala 12 – Campus Universitário
CEP: 36570-000 – Viçosa / MG
Tel: (31) 3899 – 1419 – Fax: (31) 3899 – 2579

Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2013 - Mantido com Wordpress